Nós, nossos filhos e o namoro deles


 7 de fevereiro de 2017
namoro-e-noivado
Uma das áreas de preocupação dos pais, que desejam que seus filhos sejam felizes, é em relação ao namoro.

Um dia desses vi, pelo Facebook, que uma filha de um querido amigo tinha começado o namoro com um jovem. Como conheço o casal sei que estes meus amigos querem para as suas filhas a mesma felicidade que experimentam no casamento, posso imaginar como eles estão.
Um outro casal amigo compartilhou comigo suas preocupações em relação ao namoro da filha.
Um terceiro casal de amigo compartilhou comigo o desejo de sua filha namorar um determinado jovem.
Seria tão bom fazer como Abraão fez em relação ao casamento de seu filho Isaque. A história está registrada em Gênesis 24. Tão bom se pudéssemos ter um servo que pudesse ir num congresso, numa outra igreja e até mesmo entre nossos conhecidos e trazer aquela Rebeca (ou aquele Isaque) para fazer nossos filhos felizes. Mas isto é apenas um registro de um costume que havia antigamente.
Já que não podemos fazer como Abraão e que fazer então?
Sem ter a ideia de fornecer uma receita de bolo, creio que algumas atitudes podem ser úteis para os pais que querem que seus filhos acertem nesta área.
O primeiro deles é oração. Desde que eles sejam pequenos podemos orar neste sentido. Não precisa esperar que sejam jovens para começar a orar neste sentido (Fl 4.6).
Uma outra possibilidade é conversar com os filhos neste sentido. Aproveite momentos favoráveis do cotidiano familiar para inserir este tema nas conversações de forma amigável sem pregar sermão. Na brincadeira mesmo, pais podem emitir suas opiniões neste sentido.
Não devemos esquecer também de sinalizar para nossos filhos o desejo de Deus nesta área. É da vontade de Deus que seus filhos se unam, pelos lações do casamento, com pessoas que também professam a mesma fé em Cristo (1Co 6.14-15; 7.39). Isto não quer dizer qualquer moça ou rapaz da igreja atenderá este requisito.
Dê livros que abordem o tema para eles. Eu me lembro que muitos livros que li antes de casar foram muito úteis neste sentido. Existem bons livros publicados por editoras cristãs que tratam deste tema com seriedade e que podem ajudar os filhos traçarem um caminho feliz nesta área.
Deixe que seus filhos participem de congressos, acampamentos, viagens missionárias, intercâmbios e outros eventos cristãos. Lá podem estar as Rebecas e Isaques que Deus tem para eles. Eu mesmo encontrei a minha num projeto missionário.
Seja um espelho para seus filhos neste sentido. Nosso casamento pode ser um referencial positivo de casamento para eles. Não precisa ser um casamento perfeito, mas acima de tudo ajustado e feliz.
Se seu filho ou filha está namorando alguém que você acredita não ser da vontade de Deus, não hesite, em amor, externar seus sentimentos e percepções, mas, por favor, não trave uma guerra familiar. Coloque-se na torre de vigília (Hb 2.1), seja amigo do namorado/a dele/dela, mas não se esqueça de estabelecer limites claros.
Mas, nunca se esqueça: A decisão de que com quem vai se casar é dos filhos.
***********
Por: Gilson Bifano
Palestrante e escritor na área de casamento e família. Coach de casais e pais.


http://www.clickfamilia.org.br/oikos2015/index.php/nos-nossos-filhos-e-o-namoro-deles/